sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Nostalgia

A propósito da minha oralidade de Português, Recordações de Infância.
"Recordar é viver"? - pergunto.

15 comentários:

Nádia disse...

Daniela, eu acredito que a recordação é uma forma de as pessoas vivenciarem aquilo que passaram. e é tão bom essa sensação, aprende-se a gostar do nosso passado e a dar valor ao futuro.

maria sousa disse...

aaw muito obrigadaa (:
és tu? *-*

Anónimo disse...

Recordar é viver, enquanto recordamos sabemos que estamos vivos.

D

Anónimo disse...

Penso que recordar é uma parte da vida, assim como sonhar, e como o próprio "viver". Não somos nada sem o passado, não somos nada sem o presente, e muito menos sem o futuro. Talvez recordar seja um centésimo do que é viver. Aprender a gostar do nosso passado, a orgulhar-nos dele, a contá-lo e recontá-lo vezes sem conta é essencial, aprender a aceitar as nossas escolhas e a viver com elas é essencial. Assim como sonhar, pois não seríamos capazes de viver sem ter um objectivo, sem ambicionar algo. Ninguém consegue viver filtrado no presente, ignorando tudo o que foi e tudo o que virá. E é por isso que uns dizem "Recordar é viver", outros dizem "O sonho comanda a vida" e outros, ainda, dizem "Vive o hoje sem pensar no amanhã". No fundo, todos pensam em tudo, porque todos PRECISAM DE PENSAR EM TUDO.
um beijo,
sofia

Mariana disse...

Acho que responderia sim e não, esta pergunta tem vários pontos de vista :p

Mary* disse...

Claro que sim, mas não podemos fazer a nossa vida de recordações, pois muitas vezes elas apenas trazem fantasmas que nunca nos largam. Na minha opinião acho que as recordações são importantes no mínimo para nos fazerem crescer e nos tornarem melhores seres humanos!;)
beijinhos querida*

Jhenyffer Andrade disse...

Recordar sem dúvidas é viver.. talvez uma lembrança mais agradável que nossa realidade.
Abraços, ótima semana *-*

clarisse lopes disse...

é sempre boa a nostalgia

clarisse lopes disse...

sim, é sempre bom :')
mesmo que sejam momentos maus, serve sempre para recordar e aprender com esses momentos.

α ♥ disse...

qual é que é o melhor dos livros? :)

maria sousa disse...

opaa que coisa linda :o

Sara Pereira disse...

Nem parecias tu , mesmo fofinha .
Quero dizer com aquele texto, tudo o que já sabes e que tudo o que eu dizia ainda se mantém. Não tem nada haver contigo mas sim com aquele acontecimento que deixou marcas mas que serviu para eu ver com quem realmente me identifico entendes ?

AquilesMarchel disse...

own fofofofofofofofo

Anónimo disse...

És tu, Daniela? eheheh
Não sei se recordar é (ainda) viver, mas às vezes só nos descobrimos vivos nas memórias......
IM

daniela fernandes disse...

Sou eu IM :D não se vê logo?? ahahaha

Enviar um comentário

«I don’t care if you’re black, white, straight, bisexual, gay, lesbian, short, tall, fat, skinny, rich or poor. If you’re nice to me, I’ll be nice to you.
Simple as that.»