domingo, 18 de setembro de 2011

Mortalidade

«Não sei porquê, mas hoje sinto-me terrivelmente mortal. Sinto que o mundo era o mesmo antes de mim e será o mesmo depois de mim. Passo por aqui como uma brisa e, como uma brisa abano, levemente, quem por mim se deixa abanar. Uma brisa que abana, por instantes umas folhinhas que, rapidamente, voltam ao seu lugar. E senão tivesse passado? Terá esse breve, fugaz mover de folhas modificado alguma coisa no mundo. Não, penso. Nada se modificou. Ficou apenas em mim esse aparente banal “chocalhar” de folhas, como um rasto da minha passagem.
É assim. Sinto-me mortal, terrivelmente mortal. Definitivamente mortal.»

por Isabel Maia

24 comentários:

Sara Martins disse...

Mas eu acho <3

aimee rose disse...

lindo *.*
também me sinto assim hoje

aimee rose disse...

mesmo! de nada :)

Sara Martins disse...

não me importo nada linda, o teu é diferente do outro que tinhas <3

Maria Inês disse...

De nada querida, sigo :b

Christian V. Louis disse...

Ninguém é totalmente mortal, penso. Sempre se deixa um legado. Teus escritos podem ser este legado, nenhuma pessoa, por menor que seja, deixa este mundo sem uma marca dela, mesmo que apenas em umas poucas pessoas.

Francisca disse...

De nada :3
- A serio? xD Eu não gosto nada!

Christian V. Louis disse...

Passam depressa, mas sempre deixam delas algo de ti para outros. Isto vai de geração em geração. Mas hoje posso dizer-te o que for que irá discordar. ahah. Está muito pessimista. Também tenho dias assim, o bom é que eles passam.

Daniela disse...

Parece que me sinto exactamente como tu hoje :$

JANE disse...

esta muito bonito, triste, mas bonito :)

Daniela disse...

às vezes é bom, outras vezes não :$

Sara Martins disse...

O blogue anda parvo! <3

Sara Martins disse...

ainda bem amor. CAÇADOR DE SÓIS - Ala Dos Namorados

JANE disse...

acho sim triste, mas bonito, sim e tambem tenho pena de sermos seres tao fugazes.
oh obrigada, acredita que estou muito feliz, é o meu sonho *.*

DF ॐ disse...

Adorei, sem dúvida. Está lindo ♥

Francisca disse...

Nao gosto la muito. Eu era para me chamar Bianca. Sinceramente, gostava mais xD Mas o meu preferido e mesmo Leonor. E tão lindo :D
- Pois, e' o que me chamam x) Mas realmente já estou farta! :c

Sara Martins disse...

mesmo muito querida. é velha mas sempre gostei dela <3

Patrícia S. disse...

sim, porque no final, seja uma coisa boa ou não corre sempre bem :)

vii fernandes disse...

sim , eu acho que isso é realmente o mais importante :D
adorei o teu blog *.*

Francisca disse...

Sortuda da tua sobrinha :b

Anónimo disse...

Uma coisa a dizer: sinto-me assim praticamente todos os dias.
sofia ; )

Dayane Carmona Poeta disse...

Se não tivesse passado com sua brisa nada seria da forma que é. Se olhar para o lado verá que tem pessoas que são mais felizes por você estar ali. O que seriam dessas pessoas? Cada qual tem a sua importância. E cabe a nos fazermos dela inesquecível ou não. Gostei muito do texto. Estou a seguir. Beijos, se cuide!

Sara Martins disse...

Parti: http://voucontarteumsegredo-s.blogspot.com/

Mary* disse...

Está fantástico meu bem!:)
beijinhos enormes*

Enviar um comentário

«I don’t care if you’re black, white, straight, bisexual, gay, lesbian, short, tall, fat, skinny, rich or poor. If you’re nice to me, I’ll be nice to you.
Simple as that.»