sexta-feira, 27 de maio de 2011


Tenho, muitas das vezes, a sensação de que encontro as pessoas demasiado tarde. Elas andam lá, na frente dos meu olhos, mas só depois de algum tempo é que eu as realmente conheço...
O melhor caminho não é, com toda a certeza, lamentar sobre este assunto. É, esquecer o facto de que elas me vão ser roubadasdentro de momentos. Roubadas, no sentido em que nunca mais as terei como tive.
E na verdade, de algum modo nos cruzamos, mais cedo ou mais tarde... mas "sempre a tempo... yet in time!"

13 comentários:

carina, disse...

adorei. (:

joanarocha disse...

o mesmo aconteceu já comigo!

emily disse...

nem mais!

carina, disse...

ora essa. (:

joanarocha disse...

sim, a serio.

Diianna disse...

isso acontece-me sempre !

Anónimo disse...

O facto de andarem lá e não as vermos talvez assim o seja porque o tem de ser. Para quando entrarem na nossa vida terem a devida importância, o seu devido impacto e, quem sabe, a mudarem.
Quanto ao roubar... Tudo o que é verdadeiramente nosso (e se não baixarmos os braços) acaba por voltar, isto é, se algum dia se foi. São fases. Mas não deixa de ser nosso! Umas vezes mais activamente que outras.

Ass: Joana Alves
PS: Não da para comentar com a minha conta

alexandrapinto disse...

Olá *.* Tudo bem sim e contigo?

Alexandra Mota disse...

gostei mtttttttt

RaquelSousa . disse...

- gostei imenso! (:

Alexandra Mota disse...

de nada linda (:

Kirby disse...

adorei;)

IM disse...

Sabes, Daniela, eu acho que as pessoas aparecem quando estamos preparadas para elas, embora nos possa parecer que esse, muitas vezes, não é o momento certo. Mas penso que elas aparecem quando precisamos (ainda que não o saibamos) delas para chegar mais longe. De uma certa forma, também «partem» (embora nos possa parecer prematuro)quando nos deram os instrumentos para caminharmos sozinhos.De uma forma ou de outra, sabemos-nos diferentes antes e depois delas, pela marca que deixaram nas nossas vidas. Deste modo, nunca partem, nunca ficamos sem elas, porque farão sempre parte de nós...

Enviar um comentário

«I don’t care if you’re black, white, straight, bisexual, gay, lesbian, short, tall, fat, skinny, rich or poor. If you’re nice to me, I’ll be nice to you.
Simple as that.»