sexta-feira, 15 de abril de 2011

"A Nossa Morte"


O que mais me intriga e dói na nossa morte, como vemos na dos outros, é que nada se perturba com ela na vida normal do mundo. Mesmo que sejas uma personagem histórica, tudo entra de novo na rotina como se nem tivesses existido. O que mais podem fazer-te é tomar nota do acontecimento e recomeçar. Quando morre um teu amigo ou conhecido, a vida continua natural como se quem existisse para morrer fosses só tu. Porque tudo converge para ti, em quem tudo existe, e assim te inquieta a certeza de que o universo morrerá contigo. Mas não morre. Repara no que acontece com a morte dos outros e ficas a saber que o universo se está nas tintas para que morras ou não. E isso é que é incompreensível - morrer tudo com a tua morte e tudo ficar perfeitamente na mesma. Tudo isto tem significado para o teu presente. Mas recua duzentos anos e verás que nada disto tem já significado.

Vergílio Ferreira, in 'Escrever'

27 comentários:

Sara Pereira disse...

Claro que vai ser assim amor !
Queriaa , que me mudasses o fundo e arranja tudo que quiseres , pode ser pequenita?
Quando poderes.

Diianna disse...

claro que é triste, mas esse raciocinio leva a outros tais como o mundo não poder parar pela morte de alguém porque no final de contas nós nascemos para morrer. E alguns de nós marcam o mundo, outros não. E esses serão para sempre relembrados pelos seus actos.
Mas sim concordo com as palavras do sábio Vergílio Ferreira.

tânialopes! disse...

concordo*

Gabriela disse...

Tão verdade.

joanarocha disse...

http://developers.facebook.com/docs/reference/plugins/like/ ;)

tânialopes! disse...

sim mudei, gostas? :$

Bianca Pessoa disse...

sublinho!

DF ॐ disse...

Mandei-lhe mensagem na quinta à noite e já está tudo bem. Resolvemos as coisas e aos poucos está tudo a voltar ao normal D (:

Este post.. só tenho 2 palavras: sem palavras.
Adorei (:

DanielaFilipa disse...

óhhh a sério? que lindoo +.+

Gabriela disse...

Na verdade acho que não conheço nada dele :o
Oh, olha que exagero Daniela.

Gabriela disse...

Ai é? Tenho de o fazer então! :)
Ahah, estás a ser uma fofinha, oh :o
E eu quando entro aqui colo-me naquela música que ali tens. É tão linda :|

Bianca Pessoa disse...

de quem tem muito talento :) - bm *-*
(sim, recebi *)

DanielaFilipa disse...

acredito que sim :)
eu também tenho um carderninho onde escrevo as minhas coisas, na verdade já vou no 4º , quase a ir para o 5º (:

Bianca Pessoa disse...

tu e eu *-*

DanielaFilipa disse...

é mais ou menos, porque há coisas que não me atrevo a ir ler (:

DanielaFilipa disse...

porque há coisas muito antigas da minha vida, que não vale a pena recordar :x

Cárina Félix disse...

completamente verdade

raibow disse...

sigo, beijinhos
p.s. concordo

ana patrícia disse...

mesmo bonito.

Marcela disse...

Nunca havia parado pra pensar nesse lado da morte. E realmente, nós é que sofremos, nós é que temos que ter força para seguir em frente. As pessoas que estão vivas é que tem que recomeçar...


beijos

ana patrícia disse...

mesmo (:

raibow disse...

muito obrigada, o teu blog é muito inspirador, continua assim beijinhos (:

Chupa Filho da Puta disse...

Aqui quem fala é a Ju House do cacheada e cheia de onda
eu to num projeto juntamente com minha amiga de levar adiante um sonho antigo que era falar sobre problemas
femininos, o blog seria como um disconte no cara que fez ela sofrer, e seria uma forma de ajudar alertar ou
manter a mente de outras mulheres abertas, mostrar do que o amor é feito, é a verdade nua e crua. O nosso
projeto é de tirar sarro dos acontecimentos, ao invéz de se deprimir e ocupar a mente com besteira a nossa
idéia é mostrar onde tá o erro no relacionamento na postura da mulher com a vida que está levando.
Faremos isso também em forma de vlog, que é inclusive uma forma mais rápida de divulgar, porém vamos
começar por aqui para termos umas histórias, se você tiver algum dilema, conhecer alguém que tenha,
mande-nos, dá uma olhadinha no nosso post, pode mandar anonimo mesmo pro e-mail, é melhor que invente
um nome um lugar pra vocês mesmas identificarem a história, no post ou aqui mesmo, porquê faremos
questão de responder a cada um dos e-mail's.Se quiser divulgar o blog e a idéia eu agradeceria também!


Beijos sentimentais!

ana . disse...

muito obrigada querida (:

DF ॐ disse...

Se escreve mesmo muito bem não sei mas gostei deste pequeno excerto (:

IM disse...

Antes de nós o mundo já existia; depois de nós vai continuar a existir. Quando morrermos vamos ficar na memória de quem cá deixamos, mas esses também irão morrer e assim sucessivamente. Algumas décadas depois é como se nunca tivessemos existido.«We are just a moment in time» (anathema)

alexandrapinto disse...

será que não são os números de "gosto's" no facebook que colocam nas aplicações do blog? ;o

Enviar um comentário

«I don’t care if you’re black, white, straight, bisexual, gay, lesbian, short, tall, fat, skinny, rich or poor. If you’re nice to me, I’ll be nice to you.
Simple as that.»