sexta-feira, 5 de julho de 2013

Morremos e não sabemos nada sobre Amor. Ele tem tantas formas. Tantas fases. Confunde-se com obsessão. Tu amas a tua mãe, o teu cão e aquele amigo. És feliz com esse sentimento e isso deveria bastar-te. O Amor é o maior e melhor segredo do mundo. Se pensares muito sobre ele hás-de te aproximar em alguma coisa daquilo que ele será (ou então não!), mas se é um segredo é para estar guardado, e se não o estivesse não seria a coisa boa que é.

6 comentários:

Mel disse...

O amor para além de ter tantas formas, tem perfumes, tonalidades e sabores e é isso que nos preenche a mente, corpo e alma e por isso é que é tão bom e essencial :)

nicolemorais disse...

Fantástico!

Cáa Isabel disse...

Tens toda a razão ! Se não fosse tão secreto e indecifrável, o Amor não seria o que é de verdade.. (:

Cáa Isabel disse...

Obrigada :D Eu vou fazer os possíveis (e impossíveis) para desta vez não abandonar o blog novamente ..
Ówn, não precisas de agradecer (:

Mayra Borges disse...

Mas que adianta saber? No amor tudo que a gente precisa é sentir. Já ouviu em algum lugar por ai alguém dizendo que amor combina com saber, com razão? Não! Então sintamos tudo isso sem saber.

Texto lindo, muito mesmo.
Beijos!

www.eraoutravezamor.blogspot.com

Rita M. disse...

“To love is to lose control”, em certa medida é um pouco assim, não? :) Não só adoro o que escreveste, como também concordo e sinto as tuas palavras! :)

Enviar um comentário

«I don’t care if you’re black, white, straight, bisexual, gay, lesbian, short, tall, fat, skinny, rich or poor. If you’re nice to me, I’ll be nice to you.
Simple as that.»