quarta-feira, 31 de julho de 2013

Cheguei a pensar que tinha deixado morrer a pessoa que aqui costumava escrever. Deveria ficar feliz por me ter apercebido de que nada do que aconteceu foi suficiente e seria preciso muito mais. Mas não estou. Vivi com um medo e fui capaz de meter esse mesmo medo no bolso e rir. Ter medo é mau. Ter medo por nada é ainda pior. Enganei-me tanto.

5 comentários:

nicolemorais disse...

O que te aconteceu, doce lindo?

claire disse...

obrigada querida! estás tão bonita na fotografia, e a escrita nunca morrerá em ti:))

César Sousa disse...

Amanhã a votação encerrará às 12h00. Até lá, encontra-se aberta sem limite de votos, ou seja, poderá votar quantas vezes quiser nos seus blogues favoritos. Acompanhe amanhã a edição especial onde será revelado o blog vencedor. http://oburguessocial.blogspot.pt

Blackbird disse...

O medo só atrapalha :x

J. disse...

Como eu entendo esse medo, força.

Enviar um comentário

«I don’t care if you’re black, white, straight, bisexual, gay, lesbian, short, tall, fat, skinny, rich or poor. If you’re nice to me, I’ll be nice to you.
Simple as that.»