quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Eterna habitante inconsolável desta mente. Eterna prisioneira deste pequeno corpo.

23 comentários:

Aurora disse...

Que bela frase, docinho

Isabella disse...

Primeiro: Amo a frase aqui em cima *-*
Segundo: AMO o post!!! Já fiquei "fã" do blog!!

Aurora disse...

Obrigada <3

Isabella disse...

Não vi melhor maneira de me expressar :)

Andy disse...

Bonito :)

Andy disse...

R: São elas e as nossas vivências junto delas que nos fazem exatamente como somos...

Cátiia Bandeira disse...

Boa frase "cadela " :p

Cátiia Bandeira disse...

Foi como eu, nunca tinha partido nada, nem sido operada nem nada.
mas acredita, eu estava com tantas tantas dores que eu queria era que me fizessem alguma coisa :x

Cátiia Bandeira disse...

Eu ja fui operada no dia 6, nos dias a seguir esquece, eram dores, eram suores frios, eram dores de cabeça, depois estava a tomar uns antibioticos mesmo fortes (eu estive em risco de vida, a coisa teve que ser forte xD) e sempre que eles me metiam, eram tipo soro, eu dava em maluca, parecia que estava a morrer... e estava sempre a pensar que ia ser operada outra vez. Mas depois as coisas foram melhorando. Agora passado estes dias todos, ainda vou dia sim, dia nao a enfermeira tratar do sitio dos pontos. so os tirei nesta segunda e a coisa estava preta, ate a enfermeira disse que nao sabia como é que aquilo tinha ficado assim fundo. Mas é normal, eu nem pontos era para ter levado, mas como mexeram muito aquilo abriu ...
e foi assim :p

nês disse...

muito obrigada!
estou-te a seguir!

Cátiia Bandeira disse...

É uma seca estar sempre em casa, e ja para nao falar que perdi os exames TODOS, ainda nao sei se perdi o semestre ou se vou poder fazer depois... :x

Cátiia Bandeira disse...

As duas que tinha por continua passei, o resto era por exames. A epoca especial é em setembro, eu ja mandei mail, ja liguei mas eles na minha universidade ate agora ainda nao resolvera nada :x

Mary Soares disse...

Oh princesa, não imaginas como foi bom ler as tuas palavras de preocupação. Já passou, estou bem, muito bem até!
beijinhos grandes*

Catarina Luna disse...

guardemos as boas memórias :')
obrigada, Daniela querida! que bom é ler isso <3

nês disse...

nem sei o que dizer, apenas me ocorre, que querida!

Mary Soares disse...

Meu amor, isto com o tempo acabasse por aprender a gerir tudo e a levantar a cabeça. Eu sempre fui uma menina muito calada e de guardar tudo para mim, daí que quase ninguém sabia o que passava. Já passei por coisas bem amargas e acho que foi nessas situações que me tornei forte e percebi que realmente tinha força suficiente para aguentar.

Cátiia Bandeira disse...

è lixado sim, mas olha prefiro passar as ferias a estudar do que perder praticamente o semestre todo :x

Adriana disse...

obrigada :)
identifico-me o:

Kiara disse...

Muito obrigada, a sério. Eu e o R. temos uma história bonita, embora eu só tenha referido a parte "má" neste blog. O inicio foi fantástico, o final nem tanto, mas faz parte (:

Kiara disse...

É verdade, ele faz parte da minha história e ensinou-me o que é realmente amar alguém, tal como me fez ver erros que cometi e que não voltarei a cometer numa relação futura (: quanto à universidade, acredito que será uma nova fase da minha vida, quase como um "ar fresco" que estou a precisar ;b

Cátiia Bandeira disse...

Oh nao sei, sao aqueles dias, mas nem é pelo periodo que não ando, é pela cabeça oca. :)

Cátiia Bandeira disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Kiara disse...

Tenho sim, matemática (:

Enviar um comentário

«I don’t care if you’re black, white, straight, bisexual, gay, lesbian, short, tall, fat, skinny, rich or poor. If you’re nice to me, I’ll be nice to you.
Simple as that.»