quinta-feira, 31 de janeiro de 2013


22-12-12 Sinto-me acordar. Perdida demoro-me a relembrar o sítio onde estava. Onde estávamos, aliás. Ouvia o teu sonho sossegado. No ar pairava ainda o cheiro do cigarro partilhado mal apagado. Queria abrir a porta da carrinha. O ar estava pesado, carregado de água. Esmagava-me a ânsia de tragar leve ar. Uma ânsia como a sede. No limiar do insuportável. Mas não sabia onde me tinha deixado adormecer. Não sabia onde ficava a porta, e ao pensar nela senti os meus ombros frios. Abracei-te e senti os teus ombros igualmente gelados, mas tu dormias sem saber. A respiração lenta, arrastada... Deixei-me ouvir-te até perceber que me doía o pescoço. Sob a minha face estava o teu cinto e a minha mala cheia da minha e da tua tralha. Ainda assim não me movi. Num instante acordas (que é quando basta para que qualquer coisa aconteça) e perguntas-me  com os olhos entreabertos (aposto) se estou bem, num português mal articulado que eu entendo pela força do hábito. É intrigante, já te disse... Eu acordo, não me mexo e mesmo assim tu acordas logo depois e fazes sempre a mesma pergunta "Estás bem?". E tu nunca te lembras. Nunca...

6 comentários:

han disse...

está de cortar a respiração.. sem palavras.

danieladias disse...

Lindo.

Sara Filipa disse...

Adorei*

nicolemorais disse...

Uau, lindo!

Marta Almeida disse...

''Sabem muito um do outro. São muito um do outro.'' isso que disseste é tão verdade. E é por essa razão que o melhor mesmo é afastar me . Ele tem acesso ao meu blogue e desde que fiz o post com aquele texto nunca mais me disse nada, deve se ter apercebido que me andava a fazer sofrer e que o melhor era também afastar se . E neste momento se calhar é mesmo o melhor para ambos visto que comigo por perto e com namorada so o deixava confuso em relação a sentimentos e eu não estou pronta para o aceitar junta a uma pessoa. Um dia talvez tudo volte a ficar bem.. ou pelo menos que possamos ter uma boa amizade já que conhecemos tanto um do outro e melhor que ninguem

Marta Almeida disse...

tens toda a razão do mundo, mesmo. Muito obrigada por tudo Daniela, ajudaste imenso, acredita :')*

Enviar um comentário

«I don’t care if you’re black, white, straight, bisexual, gay, lesbian, short, tall, fat, skinny, rich or poor. If you’re nice to me, I’ll be nice to you.
Simple as that.»