sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Pequenas ilhas


Parece ter sido tudo criado, não por mim, mas para mim. Só eu importo. Os outros são apenas "os outros". Quando saem do meu campo de visão, desaparecem, e é como se já não existissem. E admiro-me com o facto de eles fazerem as mesmas coisas simples, naturais que eu faço, quando estão em suas casas e com as suas famílias.
Para que melhor me entendam, eu adoro os meus poucos amigos (que são os melhores pedacinhos de mim, o meu melhor reflexo); mas eu só consigo sentir que são eles a fazer parte da minha vida, não sou eu que faço parte da deles. Eu não os conheço como me conheço a mim, por muito pouco que me possa conhecer.
É estranho ter de admitir que também eu sou um “outro” para todos eles. Eles vêm-me como eu os vejo. Como uma personagem secundária. Como alguém que desaparece quando não está com eles.

29 comentários:

Helena disse...

A faculdade ocupa-me muito tempo querida.

sophie disse...

oh adorei daniela!

sophie disse...

ah o teu blog está lindissimo

- sofia magalhães disse...

Tens razão em tudo o que disseste, mas por vezes há pessoas que têm um papel bastante significativo na nossa vida e que, por vezes, continuam presentes em nós e constantemente mesmo depois de já não os estar a ver. Mas percebo muito bem o que quiseste dizer, e concordo. Sinceramente, sim, também me faz imensa impressão!

Joan disse...

O que pensar o que fará a Maria quando chega a casa resulta nisto, eheh
É estranho saber que somos diferentes dependendo das situações. Quem seremos? Os da escola, os de casa, de amigos ou desconhecidos?
Os teus amigos, ou pelo menos eu, adoro-te bomboca!!

sophie disse...

sim, adoro mesmo!

Euphoria disse...

claro, e espero sinceramente que consigas entrar :) esse é o teu sonho.

Cath disse...

tens toda a razão, mas em alguns casos acho que deveríamos valorizar-nos mais, porque somos realmente dignos desse valor, e só depois de aprendermos a fazê-lo é que conseguiremos valorizar devidamente os outros.
"como alguém que desaparece quando não estás com eles" esta parte resume todo o teu texto. está tão correcto, e é tão estranho pensar assim.

nicolemorais disse...

e essa tua forma de ver as outras pessoas, faz-te bem? não te corrói?:)

Helena disse...

Mas, faz-me bem.

nicolemorais disse...

então ainda bem que assim é, desde que não te faça mal.

sophie disse...

oh que linda Daniela :)

Helena disse...

É uma mudança cansativa, mas chegar ao final do dia e saber que estou feliz com aquilo que escolhi, simplesmente valeu a pena !

Helena disse...

Muito obrigada, agora estou a aproveitar as férias.
Vi que estás na área de Ciências, já sabes o que queres seguir ?

Euphoria disse...

Sim, mas vais ver que vai correr tudo bem. Tens de estar confiante e, acima de tudo, calma. :p

Helena disse...

Uma óptima escolha :)

Daniela Ramos disse...

Gostei muito deste textinho querida, muit sentido :) *

Helena disse...

Neste momento, arranjar emprego em qualquer área é difícil. Contudo, a área da Saúde é a que costuma ter mais saída.

Cath disse...

tens uma veia filosófica, gosto do teu modo de pensar! não agradeças, sou completamente sincera em tudo o que digo :')

viviana disse...

obrigado princesa :)

Ana. disse...

tens um blog muito giro
gostei

Euphoria disse...

é isso mesmo xD

Isabel Nunes disse...

Gosto mesmo do teu blog, estou a seguir. Segues de volta? $:
Obrigada.

viviana disse...

é mesmo :P

Cath disse...

continuarei a acompanhar-te, aprecio a complexidade de cada um deles. são raras as pessoas que o fazem, acredito, mas existem! tens imenso valor :')

Helena disse...

Ainda bem :)

danielarocha. disse...

o segredo é tentar não fazê-lo. todos somos capazes de depender de nós próprios, e devíamos fazê-lo, por mais complicado que fosse *

anónimo (: disse...

gosto muito (:
http://trueofmyhistorylife.blogspot.com
vê se gostas (:

Dan disse...

É uma sensação estranha, essa de nos apercebermos que somos um dos "outros" de alguém que não nós... Encantador :') já sigo*

Enviar um comentário

«I don’t care if you’re black, white, straight, bisexual, gay, lesbian, short, tall, fat, skinny, rich or poor. If you’re nice to me, I’ll be nice to you.
Simple as that.»