sexta-feira, 1 de abril de 2011

Limites.

Olhando o horizonte, eu sou o céu, tu és o oceano e toda aquela extensa linha de horizonte, a linha que dizem que separa o oceano do céu, é bem pelo contrário aquilo que nos une. O que temos em comum. Não o que nos delimita. Representa o que sentimos um pelo outro. A nossa amizade, os nossos momentos que teimam em se distanciar do nosso presente, mas que sem custo, permanecem, lutando contra a força inabalável do tempo. Memórias. É essa linha que liga o oceano ao céu, tal como a amizade, na heróica acepção da palavra, que te liga a mim.

És o oceano. És energia, és revolto, és brilhante, profundo e misterioso.

Eu sou o céu. Sou clara, sincera e pensadora.

Juntos somos um só. Andamos de mãos dadas há bastantes anos, e eu não me recordo de um vida sem ti, meu amigo. Assim como ninguém tem presente em si a imagem do céu e do oceano sem a tal linha. Aquela que dizem os separa.

42 comentários:

Anna Pinto . disse...

que texto lindo, adorei.

M A R I S A ' disse...

Que lindo :)

M A R I S A ' disse...

Como está acorrer esta fase final?

M A R I S A ' disse...

Uhhhhhh *-* Muito bem :D

ac disse...

lindo Dani *-*
hoje acordei e olha , apeteceu-me :o

M A R I S A ' disse...

Oh, vais ver que vai ser bom também :)

Upsidedown disse...

Siimm :D
é munto fofinho, é uma pena :x

joanarocha :) disse...

que bonito *.*

ac disse...

Nããããoooooooo , eu acordei e não gostei do dia de hoje e olha :o

Upsidedown disse...

Um dia ainda voyu adoptar um **

Upsidedown disse...

*vou

ac disse...

não gosto mais é feio :c
*andreia a fazer birra*

ana disse...

que lindooo! :D

Upsidedown disse...

ahaha, também quero ter filhos meus :b
se não vai parecer uma cresce :p

Sara Filipa disse...

Adoro *-*

Sara Filipa disse...

Thank you (x

ana disse...

se estou melhor? hum, vou andando querida e tu? :)

ac disse...

falamos docinho (a)

Upsidedown disse...

ahaha :p
estou impacienenteeee com a chegada delee **

M A R I S A ' disse...

Então porquê? :x

simple writer disse...

tão maravilhoso *-*

ritag. disse...

amei, estou a seguir :)

ritag. disse...

não tens de quê .

simple writer disse...

gosto sim :D

ana disse...

hum, hum :)
anda aí coisa daniela fernandes **

ana disse...

hum, e isso é mau? (:

ana disse...

está bem :)
pareces-me mal disposta :o

ac disse...

nunca fui embora *-*

Cátiia Bandeira disse...

chama-se broken/ lifehouse , e linda mesmo !

ac disse...

és tão fofinhaaa *-*

alexandrapinto disse...

que liiiindo *.*
é pa quem? *-* JD?

Joana Serrano disse...

Que lindo (:

ac disse...

pois sou (a)

Marcela disse...

Que lindo *-*
nunca havia pensado na linha do horizonte como algo que une...
muito bacana

bjs

ana disse...

nota-se, não era a mesma Daniela **

Sara Pereira disse...

É verdade amor . ELE não deixou de existir mas também não posso voltar mais a vê-lo . Chegar a casa dele e ver a cadeira dele vazia , o Oxigénio que ele tomava sem vida :( é muito triste .

Vai correr bem a apresentação amor .

PS:nunca deixes que as vossas mãos se separem.
AMo-te

IM disse...

:-)))
Daniela, que surpresa agradável aqui mesmo ao lado, junto do teu perfil...muito obrigada pela homenagem a simples palavras que te dediquei no livro...e a música abaixo...perfeita. Muito obrigada!!!

IM disse...

Ler a palavra limites leva-me logo para o fantástico «Universal» dos manos Anathema...«defy your limits and fly»...

daniela fernandes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

jd

maria. disse...

lindo, amei.

Mariana disse...

de nada :D

Enviar um comentário

«I don’t care if you’re black, white, straight, bisexual, gay, lesbian, short, tall, fat, skinny, rich or poor. If you’re nice to me, I’ll be nice to you.
Simple as that.»