domingo, 15 de agosto de 2010

Continuo a «flutuar» em algo que parece não encontrar o fim. Queria sentar-me, sentir um chão, algo sólido em que finalmente encontre “estabilidade”, se assim se pode dizer. Estou mesmo cansada, e no entanto não posso fazer nada, pois sei bem os motivos. O mundo continua a girar, como sempre fez, mas continuo quieta, estática, não me consigo mexer. Não consigo dizer o que sinto neste momento. «Será que tudo não passou de um sonho?» - não consigo deixar de fazer a mesma pergunta. Mas a verdade é que tudo continua igual e para mim tudo completamente diferente. Talvez um dia eu sentirei o «chão», um chão bem alto.

19 comentários:

FLÁVIOMATA disse...

Muito bem :b
AMEI O TEXTO, Danni *-*

V'Andreia disse...

Eu estou a adorar

AnnaSo' disse...

Adoro essa maneira de escrever ! (:

Isabel disse...

Força Daniela ^^

FLÁVIOMATA disse...

Sim, está mesmo lindo e bem escrito *.*
Sim, é uma situação triste, mas fico feliz por gostares :b
Como é que se põe contador de comentários? (a)

Marta D'Almeida disse...

se calhar puseste mal :|

catraia disse...

a cara da modelo é estranha :o

Isabel disse...

De nada (:

FLÁVIOMATA disse...

Tanta coisa O.o
Não encontrei o que queria :c

catraia disse...

mas não deixa de ser estranha xD

Marta D'Almeida disse...

procura então pelo Google, procura por códigos para não copiarem textos no blog, ou algo assim xD

Dani disse...

Selinho para ti no meu blog! *

Juliana disse...

força*

(adoro os teus textos)

Ariana disse...

Adorei o modo como tu escreve!
E é muito ruim não conseguir dizer o que se sente, mais tente colocar pra fora, vai te fazer bem!

Adorei teu blog!

bjos

Marcus disse...

Oi, passei pelo teu blog e adorei. Já estou a seguir :). Passa também pelo meu blog, eu publico lá textos criados por mim. Se gostares toca a seguir-me também :D.
Beijinho

nicas disse...

gosteeei muitoo

Ninii disse...

Adorei a entrada (:

DF ॐ disse...

de nada *

Marilena' disse...

Eu adorei o teu blog *.*

Oh, obrigada *.*

Enviar um comentário

«I don’t care if you’re black, white, straight, bisexual, gay, lesbian, short, tall, fat, skinny, rich or poor. If you’re nice to me, I’ll be nice to you.
Simple as that.»