quarta-feira, 1 de agosto de 2012


- Vivi numa mentira.
Estava escuro e eu não te consegui distinguir as linhas do rosto, nem me esforcei por fazê-lo. Mas pelo modo como seguraste o meu rosto na palma das tuas mãos eu senti que me ias falar seriamente.
- Se te posso garantir uma coisa é isto mesmo: Não foste tu que viveste na mentira.

10 comentários:

Joana Nogueira disse...

Mas não há maior adversária do que a razão e contra ela é preciso mover mundos. Enquanto ela existir, será sempre difícil escolher o que nos faz felizes.

Soraia disse...

A maioria dos teus post's, como este, são verdadeiros ou inventados?

Mariana disse...

Olá, só queria q soubesses q a partir de agora o link do meu blog é este: http://marianaiss.blogspot.pt . Beijinho!

edy disse...

adoro vir cá, é um cantinho muito confortável

catarina disse...

Acredito que velha :)

catarina disse...

Acredito que valha* :)

Soraia disse...

Ah oki (:

Joana Nogueira disse...

Penso que todas as opções são corretas ou erradas dependendo do ponto de vista. Preferes interpretar as situações recorrendo aos estereótipos da sociedade ou interpretar por ti, a partir do que conheces e da tua experiência de vida?

Sara Daniela disse...

claro, fofinha :D
aqui está: http://suez-cide.tripod.com/cobain.html
btw, o teu cabeçalho tá awesome (;

Sara Daniela disse...

eu percebi que sim, querida :)
tá mesmo lindo! foste tu que tiraste? ;)

Enviar um comentário

«I don’t care if you’re black, white, straight, bisexual, gay, lesbian, short, tall, fat, skinny, rich or poor. If you’re nice to me, I’ll be nice to you.
Simple as that.»