segunda-feira, 27 de junho de 2011



Quantas são as pessoas que se quiseram suicidar e se contentaram em rasgar a própria fotografia?
Ou aquelas que em actos de desespero, por dor, rasgaram fotografias de momentos felizes ou de outras pessoas para as tentarem fazer desaparecer. Tanto a dor, como as pessoas em questão... como se esse acto fizesse alguma diferença, ou o seu fim fosse sequer possível.
O melhor álbum de fotografia é o da nossa memória, nela ficam gravadas fotos reais de momentos bons e maus da nossa vida, e quanto a esse albúm nada podemos fazer.

52 comentários:

ritag. disse...

adorei *

letícia sophia disse...

ahahah, talvez nunca se sabe :b
amoooo *

ritag. disse...

de nada *.*

Renata disse...

esta lindo

letícia sophia disse...

de nada @

Renata disse...

oh que querida (:

Flávio Miguel Mata disse...

Só agora é que entendi o nome do teu blogue, tem a ver com os vampiros :o

angélica disse...

adorei :)

marie françoise disse...

Marias há mais :D
Gostei muito do texto.

Anne. disse...

É verdade tudo o que dizes (:
Gostei muito.

Flávio Miguel Mata disse...

Mas o novo filme dos vampiros não se vai chamar assim? :o
Porque estás a comentar em anónimo? :o

Mariana disse...

Não tens de quê, adorei mesmo :)
é tão verdade isto... acho que as fotos também têm o seu muito de importância mas mais que isso o que temos registado na memória é impossivel de apagar :)

M A R I S A ' disse...

ainda aqui há dias estive para rasgar recordações que agora só me trazem dor :s

Flávio Miguel Mata disse...

Oh, se tem um significado para ti e se gostas não mudes só por causa do filme. Eu como sei que gostas da saga, pensei que tivesse alguma coisa a ver e mesmo que tivesse não tinha mal nenhum.
Sim, eu também tinha esse problema. Usas o internet exploer?

Nicole disse...

Podes crer que é !! :D
Hás de cá vir fazer uma visita :D

Jane Mariah disse...

Adorei*

Obrigada lindaa por tudo (:

ana maria disse...

ah, ainda bem que disseste isso. esqueci-me de pôr hiperligação para o capítulo anterior nesse post! obrigado, hihi :)

Tomás Guedes disse...

adorei :)
estou a seguir :)

Anónimo disse...

É engraçado porque eu publiquei no meu blog um post sobre a memória e o suicídio e de seguida vim aqui, ainda sem ter lido este teu novo texto. E não é que era sobre esse assunto? :)
Mas vamos ao que interessa: a memória é a arma mais mortífera que existe. As fotografias são apenas pedaços de papel que se queimam e rasgam com uma facilidade inquestionavelmente destruidora. De que importa uma foto se não houver memória? Até as pessoas com amnésia por vezes olham para fotos delas e de nada se lembram...!!!
A memória guarda tudo, e tudo apaga. Nela está a chave da felicidade, da morte, da vida... nela está a nossa vida, imperdoavelmente retratada, impossível de esquecer... a não ser que nos atiremos de uma montanha e espetemos a cabeça numa rocha!!! AH AH AH
Mas na verdade é assim. Inesquecível. Na memória.
Continua Daniela, tu tens muito para dizer e tens ideias muito claras acerca das coisas. Tens um grande espírito crítico e opiniões muito parecidas ou iguais às minhas! Adoro o teu blgo, bjs
Inner Silence

Gabriela Mota disse...

Usa o firefox que dá :) o google chrome não sei, mas descobri isso ontem com o Flávio, a explorer não vale nada mesmo :s

Tomás Guedes disse...

não, eu acho que coloquei seguir publicamente s:
mas vê agora o:
ainda bem que gostaste do meu blog :)
também gosto bastante do teu :)

beatriz ferreira disse...

também sigo :)

ana maria disse...

mesmo! têm músicas mesmo lindas! living on a prayer é uma das minhas favoritas!
sério? onde? x)

Tomás Guedes disse...

desde Março, mas só há pouco tempo comecei a usá-lo :)
mas porquê ?

beatriz ferreira disse...

tu, sim :b

Mariana disse...

Sim, mas o que estava a querer dizer é que, por exemplo, também não é tão bom às vezes, a fazer arrumações, encontrar uma foto em que esteja expresso todo um conjunto de sentimentos? :)
É claro que a memória ajuda, óbvio, sem ela não faria sentido nenhum... eu percebi o teu ponto de vista :p

ana maria disse...

que engraçado, hihi :)

Mariana disse...

Exactamente! :p
já gostei do blog no face, querida :D

Flávio Miguel Mata disse...

Exactamente, também já consigo comentar na perfeição :b
Sim, isso faz bastante sentido.

beatriz ferreira disse...

cá está: http://www.facebook.com/profile.php?id=1006816206 :)

beatriz ferreira disse...

ahahah, espero bem que sim xb

Flávio Miguel Mata disse...

Já tive um :b

ana maria disse...

também me acontece isso muitas vezes. oiço ou vejo alguma coisa e a seguir começo a reparar muito mais em coisas parecidas xD

Flávio Miguel Mata disse...

Espanhol, e sim correu bem :) e tu?

тaтɪanap disse...

muito obrigado * (:

Mariana disse...

https://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100000788033607

aqui está :D

Flávio Miguel Mata disse...

Também só vou fazer o de geografia na 2ª fase.

Nicole disse...

Não ! Nada disso !
O único problema aqui é que podemos ter as 4 estações no mesmo dia --.
E durante a semana tá um sol de rachar e depois ao fim de semana mau tempo bastante --. (Pelo menos no Verão) !

Tomás Guedes disse...

Obrigado :D
deu algum trabalho, mas já estou mais ou menos habituado a mexer com códigos por isso foi fácil :)

M A R I S A ' disse...

Pois eu não sei bem o que é :s não rasguei as coisas porque me podia arrepender, mas deixei-as num sítio onde não olho para lá com frequência, para tentar que seja "longe da vista, longe do coração", mas acho que é um bocado estupidez porque sei que lá estão -.-

Jane Mariah disse...

oh que queridaa *-*

angélica disse...

espero mesmo que isto passe rápido, obrigado princesa <3

Tomás Guedes disse...

obrigado :)

sárafilipa. disse...

está tão bonito!
e se és tu, és linda *.*

Mariana disse...

Vou fazê-lo, sim :D

marie françoise disse...

É óbvio que sim (:

M A R I S A ' disse...

não acredito que voltem, e acho que nem quero ...

IM disse...

Rasgar uma foto, uma carta, apagar um e-mail, são formas simbólicas de apagar as memórias. Curiosamente, isso só serve, na maior parte das vezes, por atiçar as memórias, avivá-las. Mas não deixa de ser uma catarse, um arrumar a casa, um lavar da alma, embora de nada nos sirva. Ou melhor, serve para nos dizer que essas memórias nos perturbam, nos incomodam...

Hadley William disse...

é mesmo isso ! às vezes é bom não poder apagar nada , outras vezes nem por isso : x

Nicole disse...

Podes crer --.
Mas não ha de ser nada, já estou habituada :D

Anónimo disse...

adorei, sigo <3

http://emformadesaudade.blogspot.com/

Catarina disse...

gostei*

Enviar um comentário

«I don’t care if you’re black, white, straight, bisexual, gay, lesbian, short, tall, fat, skinny, rich or poor. If you’re nice to me, I’ll be nice to you.
Simple as that.»